Geral

Zoonoses realiza ação preventiva no Torres de São José

Ação acontece em função de um morcego recolhido morto, detectado com a raiva


A Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) realiza ação preventiva contra raiva no bairro Torres de São José, em função de um morcego frugívoro recolhido morto e positivo para a doença. As equipes realizam levantamento vacinal da população de cães e gatos, além de orientar os moradores sobre a necessidade de manter a vacinação dos animais domésticos em dia contra a raiva. A dose está disponível gratuitamente, na sede do órgão municipal, na Rua dos Bandeirantes, 375 - Ponte de Campinas.

"Além do levantamento vacinal dos animais domésticos, os técnicos realizam buscas de colônias de morcegos na região, que já teve a positividade de outro exemplar - insetívoro -, no ano passado", explica o veterinário da UVZ, Luis Gustavo Grijota Nascimento. De acordo com o veterinário, neste ano foram identificados cinco morcegos positivos para a doença (Parque Centenário, Champirra, Água Doce e Torres de São José). Em todas as situações foram realizadas medidas preventivas contra a doença. De acordo com dados da UVZ, a cobertura vacinal pública entre as populações de pets é estimada em 60% para cães e 70% para gatos. No ano passado foram aplicadas 45 mil doses de vacinas contra raiva.

Cuidados

  • Vacinar anualmente os cães e gatos contra a raiva. A vacinação é a melhor forma de prevenção da doença;
  • Procurar atendimento médico após sofrer qualquer agressão provocada por um mamífero ou em caso de qualquer contato direto com um morcego;
  • Contatar imediatamente a UVZ para recolhimento de morcego encontrado com comportamento suspeito (caído no chão, voando durante o dia, pendurado em cortinas e janelas, em contato com animais de estimação, dentro de cômodos ou veículos, etc.);
  • Caso seja possível, isolar o cômodo em que o animal foi encontrado e/ou imobilizá-lo, colocando sobre ele um balde, pote de sorvete, um pano ou uma caixa.

Importante ressaltar, no entanto, que ninguém deve manusear os morcegos sem uso adequado de EPI, mesmo quando encontrados mortos.
A UVZ reforça que os morcegos não devem ser caçados ou mortos. "Eles são extremamente importantes para manutenção do equilíbrio ambiental, pois fazem a polinização de plantas, disseminam sementes e controlam a população de insetos. Apenas os exemplares com comportamento fora do normal é que necessitam de maior atenção", finaliza o veterinário.

SEE ALSO ...